• Giovana Veiga

Utilização dos AUVs

Os AUVs de forma geral, são a evolução dos ROVs, os quais por sua vez são veículos submarinos controlados de alguma maneira. Dessa forma, os AUVs realizam atividades muito parecidas com os mesmos, porém necessitando de uma menor estrutura de apoio e com menor interferência humana, a qual é sujeita a erros de precisão. Por isso os AUVs são usados em conjunto com os ROVs em casos onde seja necessária essa integração entre os dois tipos de veículos, porém em alguns casos, vem tomando o lugar dos ROVs em diversas atividades de apoio, seja no campo da engenharia, da ciência e até no seu dia-a-dia em casa.


Mapeamento do leito marítimo


O mar ocupa a maior parte do planeta, porém suas profundezas são, em sua grande maioria, desconhecidas. Os AUVs podem ser utilizados para esclarecer os mistérios do mar, especialmente a partir de coleta de dados de imagem, pressão, temperatura e localização, que permitem mapear não só a geografia de áreas submersas, como também sua atividade e as espécies que habitam em uma área.


Mapa do solo marítimo feito pelo AUV Sentry da Woods Hole Oceanographic Institution

Essa coleta de dados é conhecida como mapeamento do leito marítimo e é muito importante tanto para a ciência quanto para a engenharia, que cada vez mais se volta para os oceanos em busca de novas riquezas.


Para a exploração de águas profundas e instalação de estruturas offshore é necessário que haja uma extensa pesquisa da região escolhida, a fim de que sejam conhecidas as espécies que habitam no local e seu comportamento. Isso permite que se entenda como a atividade afetará o equilíbrio do ecossistema da área e, se seria melhor evitar o local. Na mineração de águas profundas, por exemplo, é preciso levar em conta a quantidade de som feita pelo maquinário, pois pode perturbar a fauna presente e dificultar qualquer comunicação que possa existir entre animais de uma espécie.


Os AUVs também podem coletar dados para acompanhar o comportamento do aumento do nível dos mares ou até mesmo a atividade de vulcões submarinos, pois permitem a coleta de informações térmicas, de imagem e pH da água com localização exata, o que beneficia as pesquisas, já que é possível identificar as nuances entre áreas próximas, resultando em dados mais precisos. Assim, auxiliam na identificação de áreas de interesse maior para os pesquisadores, que podem enviar depois um ROV para um local exato para a coleta de amostras de solo e espécies.


AUVs como armamento bélico


Grande parte da engenharia e ciência do mundo teve sua pesquisa e desenvolvimento iniciados em períodos de grandes tensões bélicas ou mesmo em períodos efetivos de conflitos, como a segunda guerra mundial. Não por coincidência grandes avanços tecnológicos na história se deram nessas épocas.


Com AUVs isso não é diferente, por mais que a indústria Offshore seja a que mais tem investido tempo e dinheiro nesses equipamentos, os departamentos de ciência e tecnologia de grandes economias do mundo tem investido também para desenvolver esse tipo de ferramenta de segurança.


Fazendo um paralelo com uma tecnologia mais presente nos exércitos de diferentes países, os AUVs podem atuar como UAV (drones) porém sem necessidade de um operador e fazendo os mesmos trabalhos do mesmo, só que claro, no ambiente oceânico e não no aéreo.


Nesse campo, os AUVs podem atuar de diferentes maneiras também. Seja fornecendo o mapeamento do leito marinho de uma área de interesse estratégico, fazendo o monitoramento em tempo real de estruturas submarinas suspeitas, como um submarino estrangeiro ou até mesmo lançando projéteis.


Outras aplicações para AUVs


Por ser uma tecnologia nova e embrionária é comum associar AUVs com indústrias que possuem alto capital intensivo e ainda distante do imaginário da maioria das pessoas. De certa forma isso ainda é uma realidade e dificilmente isso mudará nos próximos anos, ainda mais dada a complexidade e os desafios desta tecnologia.


Entretanto, algumas aplicações já podem ser percebidas e até mesmo acessíveis para grande parte da população. Dada a definição primária de AUV, que seria um submarino que se move de maneira autônoma, podendo ou não realizar outras funções com isso, existem robôs submarinos, tais como os aspiradores de pó robôs, próprios para a limpeza de uma piscina.


Robô aspirador automático para piscina

Então, mesmo os AUVs sendo uma tecnologia tão recente, sem dúvida teremos cada vez mais a presença na sociedade civil, o que trará grandes benefícios a mesma.


Escrito por Pedro Gomes e Mariana Jappour.