• UFRJ Nautilus

[PT-EN] Cultura Organizacional na Equipe de Competição UFRJ Nautilus

Updated: 2 days ago

Como uma boa organização, a UFRJ Nautilus reconhece a importância da Cultura Organizacional dentro de uma equipe de competição. A nossa cultura é sentida e refletida no comportamento de nossos membros que carregam em si o jeito Nautilus de ser. É essa cultura que nos diferencia das demais equipes e que permite aos nossos membros um sentimento de pertencimento, pois ao se identificarem com os nossos valores eles tomam para si o propósito da UFRJ Nautilus, tendo então o sucesso da equipe como parte de seu sucesso pessoal. Mas afinal, o que é uma cultura organizacional?


A cultura organizacional pode ser entendida como um conjunto de crenças, valores e hábitos compartilhados pelos membros de uma organização. Compreender a cultura organizacional é importante para entender o funcionamento dos processos e a dinâmica das relações internas, uma vez que é uma cultura forte e bem definida que vai nortear as atividades da equipe tanto na forma de interação interpessoal quanto na tomada de decisões. É através da cultura organizacional que não só sabemos quais são os objetivos daquela organização, mas também o modo como ela vai buscar atingir tais objetivos. Uma boa gestão pode usar da cultura como um mecanismo para integrar e orientar seus membros visando o desempenho da equipe na obtenção de resultados. Assim, é possível entender a importância da cultura organizacional, pois é ela que irá possibilitar o sentimento de identidade e pertencimento dos integrantes os mantendo motivados e alinhados com os interesses da equipe, além de estarem unidos através de um sistema de valores e crenças em comum compartilhados.


O Culture Deck da Nautilus foi elaborado através de uma média da visão dos seus membros.

Agora iremos tratar como funciona a cultura organizacional na equipe UFRJ Nautilus. A cultura como visto anteriormente, está relacionada com a missão, a visão e os valores daquela organização. Na nossa equipe cada membro carrega a essência do jeito Nautilus de ser representando nossos valores, entre eles: spread the word – espalhar a palavra da Nautilus; grit in all we do – perseveração e paixão por metas ao longo prazo; don’t be good, be great – buscamos sempre nos diferenciarmos no nosso trabalho com orgulho; settle for nothing – somos movidos por desafios; members first – membros como prioridade para a equipe; innovation – acreditamos ser o caminho para mudar o mundo; be positive – positividade e bom humor como companheiros; big ideas are welcome – incentivo para pensar grande e abusar da criatividade; the best are everywhere – a equipe sendo composta por membros de diferentes áreas do conhecimento. Nossa missão, ou seja, nosso motivo de existência, é “ser referência internacional em organização estudantil focada em inovação tecnológica”.


Na UFRJ Nautilus, nós adotamos a cultura de colaboração como modelo em oposição a cultura de competição – a competição só acontece na RoboSub!!! –, pois entendemos que o sistema de colaboração gera melhores resultados para o crescimento da nossa equipe – o que é consenso entre os pesquisadores do assunto, além de ter como grande exemplo a famosa Google mostrando a importância do investimento na cultura organizacional. Esse tipo de sistema tem em seu ambiente membros dispostos a auxiliar seus companheiros de equipe, seja compartilhando seus conhecimentos (aliás, nos preocupamos muito com isso, cada descoberta nova nós arquivamos para passar adiante aos futuros membros) ou sabendo escutar as diferentes opiniões e, coletivamente, chegando a uma conclusão na qual há a colaboração de todas as partes envolvidas.


Esse tipo de ambiente é saudável e produtivo com um forte senso de cooperação, uma vez que cada um tem a oportunidade de acrescentar seu ponto de vista, mas todos trabalhando em conjunto em prol do mesmo objetivo. A comunicação interna aqui é uma importante ferramenta no fortalecimento da identidade e cultura da equipe. Nós usamos como apoio as tecnologias de informação e comunicação (fundamental nesse período de quarentena) para uma maior integração entre os membros da equipe e, assim, para todos estarem a par do que está ocorrendo nas diferentes áreas internas da Nautilus. Logo, nesse sistema de colaboração, a nossa equipe UFRJ Nautilus proporciona um ambiente onde nossos membros podem compartilhar suas ideias e construir conhecimentos que irão carregar consigo na sua jornada acadêmica e profissional.


Membros da equipe Nautilus em uma reunião online no período de quarentena.

Até aqui então, já podemos afirmar que o investimento em uma cultura organizacional saudável traz grandes resultados positivos, fazendo com que a nossa equipe tenha um maior impacto no meio acadêmico, pois vale lembrar que mais que competir, a Nautilus visa o desenvolvimento de inovação tecnológica nos campos da robótica e da automação.


Na Nautilus, entendemos que cada membro é parte fundamental da equipe e, com isso, entre os principais tipos de cultura organizacional – cultura do poder, cultura de papéis, cultura de tarefas e cultura de pessoas – a nossa equipe tem como base a cultura de pessoas. Como o próprio nome já sugere, a cultura de pessoas tem como foco as pessoas que constituem aquela organização. A Nautilus então valoriza o potencial de cada membro e estimula o seu crescimento ao disponibilizar as ferramentas e os diferentes desafios que o nosso projeto vem a oferecer, tendo ele espaço para expor suas ideias e soluções com os demais integrantes da equipe em um processo de aprendizagem coletivo. Assim, há uma maior integração entre os membros da equipe e o mais importante, eles se sentem parte da família Nautilus, reconhecendo que eles são essenciais para o sucesso da equipe.


Equipe da Nautilus no dia do teste do robô em fevereiro de 2020.

Escrito por Karen Brêda.


ORGANIZATIONAL CULTURE IN THE UFRJ NAUTILUS COMPETITION TEAM


As a good organization, UFRJ Nautilus recognizes the importance of Organizational Culture within a competition team. Our culture is felt and reflected in the behavior of our members who carry the Nautilus way of being. It is this culture that differentiates us from other teams and allows our members a sense of belonging, because when they identify with our values they take for themselves the purpose of UFRJ Nautilus, having the team's success as part of their personal success. But, after all, what is an organizational culture?


Organizational culture can be understood as a set of beliefs, values ​​and habits shared by the members of an organization. Understanding the organizational culture is important to understand the functioning of processes and the dynamics of internal relationships, since it is a strong and well-defined culture that will guide the team's activities both in the form of interpersonal interaction and in decision making. It is through the organizational culture that we not only know what the goals of that organization are, but also how it will seek to achieve those goals. Good management can use culture as a mechanism to integrate and guide its members with a view to team performance in achieving results. Thus, it is possible to understand the importance of organizational culture, as it will enable the members' feeling of identity and belonging, keeping them motivated and aligned with the interests of the team, in addition to being united through a system of common values ​​and beliefs shared.


The Culture Deck by Nautilus was designed based on the member’s beliefs.


Now we will discuss how the organizational culture works in the UFRJ Nautilus team. Culture, as previously seen, is related to the mission, vision and values ​​of that organization. In our team, each member carries the essence of the Nautilus way of being representing our values, among them: spread the word - spread the Nautilus word; grit in all we do - perseverance and passion for long-term goals; don’t be good, be great - we always seek to differentiate ourselves in our work with pride; settle for nothing - we are driven by challenges; members first - members as a priority for the team; innovation - we believe it is the way to change the world; be positive - positivity and good humor as companions; big ideas are welcome - incentive to think big and abuse creativity; the best are everywhere - the team being composed of members from different areas of knowledge. Our mission, that is, our reason for existence, is “to be an international reference in a student organization focused on technological innovation”.



At UFRJ Nautilus, we embrace the culture of collaboration as a model as opposed to the culture of competition - competition only happens at RoboSub!!! - we understand that the collaboration system generates better results for the growth of our team - which is a consensus among researchers on the subject, in addition to having as a great example the famous Google showing the importance of investment in organizational culture. This type of system has in its environment members willing to help their teammates, either by sharing their knowledge (in fact, we care a lot about it, each new discovery we file to pass on to future members) or knowing how to listen to different opinions and, collectively, reaching a conclusion in which there is the collaboration of all parties involved.

This type of environment is healthy and productive with a strong sense of cooperation, since everyone has the opportunity to add their own point of view while working together towards the same goal. Internal communication here is an important tool in strengthening the team's identity and culture. We use information and communication technologies (essential in this quarantine period) as support for greater integration between team members and, thus, for everyone to be aware of what is happening in the different internal areas of Nautilus. Therefore, in this collaboration system, our UFRJ Nautilus team provides an environment where our members can share their ideas and build knowledge that they will carry with them in their academic and professional journey.


Nautilus team members in an online meeting in the quarantine period.


So far, we can say that investing in a healthy organizational culture brings great positive results, making our team have a greater impact on the academic environment, as it is worth remembering that more than competing, Nautilus aims at the development of technological innovation in the fields of robotics and automation.


At Nautilus, we understand that each member is a fundamental part of the team and, therefore, among the main types of organizational culture - power culture, role culture, task culture and people culture - our team is based on the culture of people. As its name suggests, the culture of people focuses on the people who make up that organization. Nautilus then values the potential of each member and stimulates their growth by making available the tools and the different challenges that our project comes to offer, having space to expose their ideas and solutions with the other team members in a learning process collectively. Thus, there is greater integration between team members and most importantly, they feel part of the Nautilus family, recognizing that they are essential to the team's success.


Nautilus team on the day of the robot test in February 2020.


Written by Karen Brêda.